6 maneiras de economizar energia em sua casa de aluguel

6 maneiras de economizar energia em sua casa de aluguel

O fato de viver de aluguel, você não precisa descuidar de sua economia. Tornar o piso mais eficiente é possível, mesmo que pareça difícil. Existem truques – desde ajustar a potência contratada ou cobrir a parte inferior das portas – que ajudam uma casa alugada a gastar menos energia com eletricidade e gás. Mas, além disso, outra forma de economizar é combinar com o proprietário o pagamento pela metade ou parcelado as melhorias feitas no período que estamos alugando, como a instalação de termostato regulável. E, caso contrário, após a mudança, pode levar tudo o que lhe pertence e aplicar os seguintes truques de poupança de energia a em outra casa.

A energia elétrica é um dos elementos mais utilizados em casa, mas pode ser muito cara se as práticas que permitem sua economia de energia não forem conhecidas nem aplicadas.

1. Verifique o aquecimento e limite o termostato

Para economizar energia e dinheiro no apartamento alugado, a primeira coisa a fazer é examinar o aquecimento. É adequado ou você pode obter a mesma eficiência por um preço mais baixo?

E, além disso, você tem que tentar não colocar o aquecimento ao máximo. A temperatura de conforto ideal em casa fica em torno de 20 ou 21 graus e para cada grau a mais, o consumo de energia aumenta em 7%. Claro que essas considerações também devem ser aplicadas com o ar condicionado.

2. Decore para economizar energia com lã e bambu

Tapetes, cobertores de lã e até encher uma parede de livros são formas de isolar melhor o apartamento alugado, e sem a necessidade de grandes reformas. Por vezes, manter o aquecimento sob controle é tão simples quanto escolher boas cortinas que isolem bem. Algumas mais grossas, e até lã, valem a pena, pois ajudam a manter o calor dentro de casa.

O mesmo vale para tapetes. Se quisermos reduzir a conta do aquecimento, e manter o apartamento aquecido sem gastar tanto, só precisamos de um tapete grosso, feito de um material semelhante a lã ou fibras naturais de bambu ou côco. O importante é que este material minimize as perdas de calor pelo chão, ao mesmo tempo que ajuda a criar um ambiente agradável e protege os pés do frio do solo.

3. Ajuste a potência da luz contratada e não pagar demais

O custo total da conta de luz vem da soma de dois conceitos: potência ideal contratada e consumo de energia. A potência contratada é um valor fixo que é pago mensalmente independentemente do consumo realizado. Por isso é tão importante ajustar o valor ao consumo real, e não pagar por algo que não estamos aproveitando.

Além disso, você deve analisar as diferentes empresas para ver se há mais opções e, em caso afirmativo, escolher aquela que mais lhe interessa. E fiquem tranquilos, porque, mesmo que mudemos de empresa, não teremos corte de energia em nenhum momento. E, claro, você deve tentar manter o controle dos gastos, um gesto muito necessário para evitar surpresas na conta de luz.

4. Aproveite o sol

O sol é uma fonte de luz e calor que pode ser usada para economizar dinheiro em uma casa. Para fazer isso, a primeira coisa a fazer é não acender a luz se pudermos usar a luz do sol. E ao fim do dia, quando a intensidade dessa luz for menor ou já não existir, devemos usar lâmpadas eficientes e de baixo consumo.

5. Cozinhe com a panela tapada

Outra dica importante, mas muito simples, é cobrir a panela ao cozinhar. Com este simples gesto podemos economizar 25% de energia.

E, além disso, para aproveitar bem o lume, procure sempre usar uma panela igual ou maior que a base onde é cozinhada. Dessa forma, estaremos economizando mais 20% de energia. Existem também panelas que são mais eficientes do que outras no aproveitamento do calor. Para reduzir as contas, basta escolher uma panela de pressão – levará menos tempo para cozinhar o mesmo prato e reduzirá o consumo de energia pela metade.

6. Cuide da geladeira e coloque-a a 5 ºC

A geladeira representa 18% do consumo de energia elétrica em casa, por isso é fundamental ajustar bem sua temperatura, pois cada grau a mais que baixarmos fará com que o custo aumente em 5%. A temperatura na geladeira deve ficar em torno de 5ºC, enquanto no freezer deve ficar em -18ºC. E se quisermos otimizar o seu uso, temos que afastar este aparelho de fontes de calor, como o forno, ou de locais onde o sol incide.

Yes ABC ImóveisImobiliária em Santo André.
Gostou deste conteúdo? Confira outras matérias em nosso blog.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: